Todo mundo pode

Posts Tagged ‘gravidez

Olá, menines! Vim compartilhar com vocês um dilema pelo qual estou passando por estes meses: grávida fica mais bonita? Ou embaranga? Em plenos sete meses de gestação, todo dia minha opinião muda sobre o assunto. Meu marido (fofo de morrer que eu amo) e as pessoas amigas dizem que estou mais bonita, mas não sabem apontar a mudança (fora o óbvio barrigão, claro). Deve ser mais por esse poder de dar origem a uma nova vida, essa “aura de encantamento e graça” que a maternidade carrega.

Porque no corpinho as mudanças não são nada bonitas, benhês. Sempre fui bochechuda, mas agora estou com uma mega cara de bolacha Maria, além de uma pequena papada. Ganhei também pés inchados, dores nas costas e um nada gracioso andar de pata choca. Não engordei taaaanto, tipo uns 13kg, mas parece que boa parte dessa nova massa corpórea não pertence à minha doce filhinha, e sim aos meus quadris, que aumentaram 15cm. Eu, que já era popozuda, ganhei uma companhia indesejada: as estrias.

Pelo que venho passando, comecei a achar que nessas horas a genética é mais forte que os cuidados: usava o Mater Skin, esfoliava a pele, tomava uma água empurrada e mesmo assim as malditas listrinhas apareceram aos montes na minha bunda. E minha mãe também as teve na gravidez. Aí sabe o que estou fazendo? Relaxando e deixando para resolver isso quando Alice nascer  – até porque não poderia fazer tratamento nenhum agora, mesmo.

Outra “belezura” que me apareceu foram as melasmas, aka manchas marrons uó no rosto. Já sou predisposta a manchas na pele (tenho sardas), mas meu nariz está virando o do Cartola e meu buço o da Morango. E olha que só saio de casa com protetor solar desde os 16 anos! Mas não teve jeito.

De tudo isso, a lição que fica é: não adianta brigar contra a genética. Não estou dizendo para ninguém deixar de se cuidar na gravidez, hein? Mas não custa reparar na sua mãe para ver se, apesar dos cuidados, alguns desses males podem a acometer. E isso vale não só para gravidez, mas para tudo que pode surgir no seu corpinho: acne, celulite, gordurinhas e por aí vai. Cuide-se sempre, mas com consciência das suas limitações naturais. Não deixo de passar hidratante e protetor solar FPS 30, faço hidroterapia, mas sem noias. Não me deixei de lado, mas a prioridade agora é o bem estar da minha filha, e não minha aparência, né?

Apesar de tudo isso, há as vantagens! É a única fase da sua vida em que, quanto maior a sua barriga, mais todo mundo elogia! O cabelo fica mais bonito e brilhante por causa dos hormônios, é ótimo! Mas a novidade que mais estou gostando (e meu marido também, não vou mentir) são os peitões. Fica tuuuuuudo de bom!!! Dá até uma vibe meio sexy mamma, hauhauhauha… infelizmente eles não vão durar para sempre, mas estou amando ter mais recheio no decote por uns tempos. E  vou curtindo a gravidez, que é uma delícia! A sensação de sou-a-poderosa não tem preço!

Anúncios

Olá, moças! Bem, serei mamãe em breve (estou com cinco meses de gravidez), e estou sofrendo um pouco pra manter a boniteza. Além de já terem aparecido as primeiras estrias, como já contei aqui, já perdi muuuuuuuita roupas. Só uma calça jeans me serve (que por sorte já era de numeração maior do que a minha – uso 40 normalmente, mas agora estou usando 42) e algumas poucas blusas cobrem minha barriga com decência, remanescentes da febre das batinhas/minivestidos de uns três anos atrás.

Pra dar uma renovadinha no armário (e não virar em breve uma mãe naturista :P), comprei algumas peças que devem durar não só até o fim da gravidez, como também depois dela, e vão garantir minha dignidade:

Camiseta verde – R$ 29,00 na Zara

Camiseta branca – R$ 49, 00 na Zara

Camiseta amarela – R$ 19,00 na Zara

Legging preta – R$ 19, 90 na Riachuelo


Eu sempre gostei de camisetas mais longuinhas, embora tenha poucas (tenho uma cinza da Zara que já sabe rodar Recife sozinha, hauhauahu). Todas essas são longuinhas e não muito justas no corpo, e acomodam bem a minha já saliente barriguinha, além de fugir do óbvio das batinhas. Provavelmente, também servirão pra disfarçar as gordurinhas depois que eu ganhar neném, hehehe…

Comprei a legging também por essa razão: serve pro durante e pro depois. E se você, assim como eu, é mega popozuda (no nível mais de 100cm de quadril), vai se sentir feliz em vestir algo confortável e que não lhe lembre o tempo todo o quanto você está ficando maior 😛 Com camisas mais longas, o popô G fica mais equilibrado (embora eu tenha culote e bundona e não ligue nem um pouco – sou brasileira, mô bem! E, muito importante, meu noivo atóóóra, hauahuah).

Não tenho vontade de comprar jeans para grávidas, pois além de caro (normalmente acima dos R$ 200), investir em uma peça tão duradoura quanto o jeans e só usar quatro meses nem vale! Ah, e dica pra parte de cima: aproveite os peitões (fica uma coisa soberba! Eu, que sempre fui despeitada, estou amando!) e se jooooga no decotón! Ficando atenta sempre, lógico, ao exagero, pra não ficar sexy mamma demais. Peituda sim, vulgar jamais!

Decote moderado e fofo, com babadinhos 🙂

Agora estou na fase em que a barriga já está bem aparecidinha,  mas sofri mais quando estava naquela fase que tinha uma barriguinha, mas parecia gordurinha, sabe? Aí negas, foi muita camiseta mais larguinha, camisa de tecido plano e vestidinho pra disfarçar! Não podia usar nada mais justo, que parecia que eu estava com bucho de cerveja (e olha que não bebo) 😛 Pior era sentar na parte da frente do ônibus e toda vez o motorista implicar, achando que eu estava dando o truque ¬¬ Mas agora sento linda e impávida, sem medo de reclamação!

No quesito calçados, não adquiri nada, porque nunca fui fã (mentira, nunca soube andar, é diferente) de salto alto. Se você for, cuidado, porque suas pernas e sua coluna vão sofrer, amigue! Rasteirinhas e sapatilhas são o segredo do sucesso pra aguentar o rojão. Aproveitei para doar minhas sandálias mais altas, que não usava nunca mas eu tinha pena de me desfazer (assim como roupas também, doei um monte). Maternidade é um momento tão lindo, nada como praticar o desapego, né?

No mais, se joga nos assessórios e na maquiagem (as preocupações vão fazer olheiras aparecer, acredite) e curte o momento, que é unico!

P.S.: Para substituir a Manteiga Emoliente da Granado na luta contra as estrias, comprei ontem o Mater Skin. Quando eu testar conto aqui, ok?


Todo mundo pode!

Um blog para mostrar que moda, beleza e feminices estão ao alcance de todas. Por Roberta Meireles

Twitter